Treinamento este ministrado pelo enfermeiro Alex Cristiano Cardoso de Oliveira, que possui mais de dez anos de experiência em Urgência e Emergência no SAMU 192.

Durante todo o treinamento, houve grande dinâmica entre toda a equipe do SAMU, mostrando o comprometimento e empenho dos profissionais, que estão sempre dispostos a salvarem vidas.

O Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) de Luís Eduardo Magalhães, realizou este treinamento seguindo o método de triagem START, a fim de estar totalmente capacitado para um possível resgate de Incidente de Múltiplas Vítimas (I.M.V.), tendo a necessidade de empregar este método na tentativa de salvar o maior número de vítimas possíveis.

A criação do método START é datado no ano de 1983, quando bombeiros paramédicos de Newport Beach e a equipe médica do Hoag Memorial Hospital (EUA) propuseram um processo de triagem de vítimas simplificado e tratamento rápido (Simple Triage and Rapid Treatment – START). Para tanto, esse método de triagem de vítimas não preconiza o diagnóstico médico e, sim, a classificação das pessoas acidentadas com base nas necessidades de cuidados e chance de sobrevivência.

Como é a categorização das vítimas triadas?

No método START, as vítimas são classificadas pelo estado de gravidade e cada categoria utiliza uma cor para fácil identificação no momento de evacuação e transporte da cena.

O que é o método START?

Imediata (cor vermelha): vítimas com ferimentos graves, porém com chance de sobrevida. Possuem prioridade elevada para atendimento, retirada da cena e transporte. Exemplo: Trauma torácico com tórax instável.

Pode aguardar (cor amarela): vítimas com ferimentos moderados. Podem aguardar um tempo na cena até tratamento definitivo. Exemplo: membros fraturados.

Leve (cor verde): vítimas com ferimentos mínimos, que podem deambular e ajudar outras vítimas mais debilitadas. Essas vítimas são as que costumam causar alguns problemas, pois estão deambulando, assustadas e com dores. Deve-se investir apoio psicológico e orientação para que não sobrecarreguem o serviço terciário de saúde. Exemplo: escoriações difusas no corpo.

Mortos (cor cinza ou preto): vítimas que não respondem a procedimentos simples, como abertura de vias aéreas e com ferimentos críticos que indicam morte iminente. Exemplo: paciente em parada cardíaca, exposição de massa encefálica.

A categorização pode ser facilitada pelo uso de cartões nas cores vermelha, amarela, verde e preta (cinza). Esses instrumentos são colocados em cada vítima de acordo com a gravidade.