O secretário de Agricultura de Luís Eduardo Magalhães, Vanir Kolln comemorou a indicação do agrônomo e ex-ministro da Agricultura do Brasil, Alysson Paolinelli ao Nobel da Paz.

“Quando ele assumiu nós éramos importadores de 30% da comida, com exceção da banha e do feijão preto. Com o trabalho que ele fez, hoje nós somos um dos principais exportadores do mundo. Ele buscou conhecimento lá fora e isso fez com que o Brasil começasse a emergir. Somos hoje o segundo exportador de comida. O Brasil alimenta hoje ao redor do mundo, 1 bilhão e 300 milhões de pessoas, isso utilizando 7,8% do território”.

O agricultor e ex-presidente do Sindicato Rural de Luís Eduardo Magalhães falou ainda da relação do indicado ao Nobel da paz, com o desenvolvimento do Município.

“Luís Eduardo só tem esse progresso porque nós tivemos um Alysson que fez o que fez. Quando ele mandou mais de 1 mil técnicos para os Estados Unidos e Europa adquirir aquele conhecimento e trouxe para cá, para o Cerrado. Ele adiantou no mínimo 25 anos de crescimento”, pontuou.