Policiais Civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado – DEICOR, em conjunto com os policiais civis da DRACO e CATI da PCBA, após meses de investigação, DEFLAGRAM A OPERAÇÃO SINALOA, razão pela conseguiram localizar, nesta terça-feira (18/10/2021), em duas cidades do interior na Bahia, três irmãos, considerados um dos maiores narcotraficantes do Nordeste.

ROMEU JÁCOME DE OLIVEIRA, 35 anos de idade, foi preso no momento em que estava malhando em uma academia, dentro de um shopping, na cidade de Vitória da Conquista/BA.

Contra ROMEU havia um mandado de prisão em aberto, por tráfico internacional de drogas, associação para o tráfico e organização criminosa, cujo processo se deu na Justiça Federal do Paraná.

Já na zona rural da cidade de Barras/BA, distante 600km de Vitória da Conquista, equipes da DEICOR, do DRACO e do CATI, ambas unidades de elite da PCBA, foram dar cumprimento aos mandados de prisão preventiva em desfavor de FRANCISCO DEUS AMOR JÁCOME DE OLIVEIRA e LEIDJAN JÁCOME DE OLIVEIRA, ambos por tráfico de drogas internacional, associação ao tráfico e organização criminosa.

Assim que as equipes chegaram ao local, foram recebidas a tiros pelos irmãos criminosos, sendo necessário o uso proporcional da força, a fim de cessar a injustiça agressão, resultando em ferimentos aos suspeitos.

Em ato contínuo foi prestado socorro aos criminosos que, após darem entrada no hospital local, não resistiram e faleceram.

Com DEUS AMOR e LEIDJAN, foram apreendidas 02 pistolas, munições e um veículo de luxo.

Os irmãos figuram entre um os maiores fornecedores de drogas do Nordeste, chegando a comercializar, durante os meses de investigação, mais de R$ 30.000.000,00 (trinta milhões de reais) em maconha.

Criaram uma verdadeira empresa com divisão de tarefas e filiais no BRASIL e FORA DO PAÍS.

No dia 24/06/2021, a DEICOR deflagrou a segunda fase, conseguindo prender outro irmão narcotraficante, SAMUEL JÁCOME DE OLIVEIRA.

Em setembro de 2020 a DEICOR deflagrou a primeira operação repressiva, onde foram presos o pai LAETE JÁCOME DE OLIVEIRA, atualmente vereador e presidente da câmara; a irmã DAMARIA JÁCOME DE OLIVEIRA, atualmente prefeita, todos vinculados a uma cidade do interior do RN, e o cunhado dos irmãos, CARLOS ANDRÉ FREIRE SA SILVA, sendo este último também foragido internacional, pois fez parte do mesmo processo criminal à época.

O nome dos quatro irmãos fazia parte da lista dos procurados pela Interpol.

Há anos os irmãos estavam foragidos da justiça, vivendo uma vida confortável, fruto das vendas de drogas.

A integração entre os Estados é de suma importância para o combate ao crime organizado, sendo rotineira essa prática na DEICOR/PCRN.

Este trabalho se deu a partir do PROJETO MOSAICO, que visa a INTEGRAÇÃO DAS POLÍCIAS JUDICIÁRIAS, ATRAVÉS DO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA, com a troca de informações e diligências investigativas nos estados envolvidos.

A SEOPI do MJSP criou o PROJETO CANGALHA, o qual OBJETIVA REPRIMIR O TRÁFICO DE DROGAS NO NORDESTE, motivo pela qual a OPERAÇÃO SINALOA fez parte de tal projeto.

A OPERAÇÃO SINALOA contou com a integração de diversos órgãos de segurança, sendo eles: PCBA, PCSE, PCAL, PF RN, PRF RN, PRF AL, além do MPRN.

A Polícia Civil pede para que a população continue enviando informações de forma anônima, através do disque denúncia 181, disque DEICOR (84) 3232-2862 ou ZAP DEICOR (84) 98135-6796.

“Para combater o crime, a qualquer hora e em qualquer lugar, DEICOR!”

CARCARÁ SEMPRE!