Homem negocia carro de luxo orientado por parente e acaba preso por receptação no Oeste da Bahia   Aos policiais, o motorista disse que pagou R$ 95 mil.   Uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) recuperou um Honda/Civic com ‘queixa’ de roubo. A ação foi desencadeada na tarde desta quinta-feira (04/05), na BR 242, em trecho do município de Barreiras, na Bahia.   Em fiscalização ostensiva na rodovia, policiais abordaram o […]

 

Aos policiais, o motorista disse que pagou R$ 95 mil.

 

Uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) recuperou um Honda/Civic com ‘queixa’ de roubo. A ação foi desencadeada na tarde desta quinta-feira (04/05), na BR 242, em trecho do município de Barreiras, na Bahia.

 

Em fiscalização ostensiva na rodovia, policiais abordaram o Civic, conduzido por um homem de 26 anos.

 

Durante a vistoria no automóvel, os policias constataram que as placas eram clonadas de outro veículo com as mesmas características. Foi verificado também que os caracteres do carro estavam adulterados, ´para tentar encobertar a origem ilícita, já que o veículo original possuía ‘queixa’ de crime registrada em outubro de 2020, na cidade de São Paulo (SP).

 

Aos policiais, o condutor disse que comprou o veículo através da plataforma da internet em um site especializado. Disse também que recebeu orientação do primo da esposa dele que ficou responsável pela intermediação do negócio. Por fim, informou que pagou 95.000 reais pela aquisição do bem.

 

Diante dos fatos e configurado o crime de receptação (art. 180 do CP), a PRF deu voz de prisão ao motorista e apresentou a ocorrência na Delegacia de Polícia Civil para lavratura do flagrante.

 

Você sabia?

 

A clonagem de veículos é comumente utilizada por quadrilhas especializadas que adulteram veículos furtados ou roubados e utilizam placas de veículos idênticos e legalizados a fim de passar despercebido por fiscalizações.

 

Em suas ações, a PRF verifica uma série de modalidades que giram em torno dos crimes relacionados às fraudes veiculares. Essas modalidades vão desde o simples furto/roubo do veículo passando pela utilização de documentos falsos e receptação, o que pode dificultar a identificação do crime e por isso exige uma fiscalização minuciosa por parte dos policiais.

 

Sistema SINAL

 

A PRF conta com sistemas que possibilitam identificar se os veículos possui restrições, bem como se a documentação é autêntica. Dentre os sistemas, a PRF dispõe do SINAL que através de informações inseridas pelo próprio cidadão, possibilita o acionamento de equipes de policiais em um raio de 100 quilômetros do local da ocorrência, para auxiliar na recuperação do veículo.

 

Para isso, o cidadão que tiver seu veículo roubado, furtado, com perda de sinal, em seqüestro ou clonado, poderá fazer um cadastro do referido veículo no portal da PRF através do site www.prf.gov.br/sinal e inserir informações sobre o crime e as características do automóvel.

  • Compartilhe:

Mais notícias
Fale conosco
Siga-nos